Simplifique sua análise com o uso de Carga Remota no SOLIWORKS Simulation

Umas das principais preocupações quando estamos realizando uma análise de elementos finitos é equilibrar o desempenho computacional (tempo que o processador leva para concluir a análise) com a precisão dos resultados. Para fazer isso, é essencial adotarmos boas práticas para gerarmos uma malha que nos ajude a alcançar esse equilíbrio entre tempo e precisão.

Como fazemos isso? Uma alternativa é simplificarmos os modelos antes do processo de criação da malha por usarmos o recurso ‘Carga Remota’. Com isso, nós conseguiremos reduzir o tamanho da malha e a otimizar o desempenho computacional.

Observe a figura:

As cargas são aplicadas nas extremidades do suporte que sustenta o tanque. Nossa intenção é analisar somente as tensões e deformações existentes no pote. Então, ao analisar esse modelo, podemos concentrar nossa atenção somente no tanque e ignorar as deformações e tensões do suporte que não são nossa área de interesse.

Utilizando a opção Carga Remota evitamos a modelagem do suporte, mas as cargas continuam presentes nas regiões de contato do suporte sobre a superfície cilíndrica do pote.Desta forma simplificamos a análise do tanque pois eliminamos a necessidade de criar malha para os suportes e ainda assim consideramos as cargas que existiam neles, pois as cargas são aplicadas nas áreas corretas através de um sistema de coordenadas.

 

Existem três maneiras de definir a Carga Remota.

  • Carga (transferência direta): é utilizada quando o componente omitido (suporte) é considerado como mais flexível que a peça analisada (pote). A carga é aplicada conforme mencionado acima é expressa como forças e momentos equivalentes.
  • Carga/massa (conexão rígida): é utilizada quando o componente omitido (suporte) é considerado como corpo rígido por ser muito rígido. Nesse caso, as faces onde as cargas são aplicadas são conectadas por barras rígidas invisíveis ao ponto da aplicação das cargas.
  • Deslocamento (conexão rígida): também é utilizada quando o componente omitido (suporte) é considerado como corpo rígido por ser muito rígido, mas a carga precisa ser aplicada como um deslocamento prescrito. Nesse caso, a aplicação das cargas é similar a Carga/massa.

Deixem seus comentários sobre quais assuntos gostariam de obter mais informações. Acompanhe as novidades em nosso Blog e nas nossas redes sociais! Clique aqui e inscreva-se no canal do YouTube e curta nossa página do Facebook. Esperamos ver você por aqui mais vezes!

Gerente técnico da Mechworks Tecnologia, envolvido em ajudar empresas a aprimorar a qualidade de seus produtos através da implantação das soluções DS SOLIDWORKS!